quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Super Size Me - A Dieta do Palhaço



Na trilha de Michael Moore, com documentários que fizeram sucesso (Tiros em Columbine e Fahrenheit 11 de setembro), está Morgan Spurlock, com Super Size Me: A Dieta do Palhaço. É certo que este documentário não deixa o público aberto para tirar as próprias conclusões, mas também, atualmente está difícil (não impossível) encontrar uma produção que o permita.


Em Super Size Me: A Dieta do Palhaço temos Morgan Spurlock, homem  saudável, segundo os seus médicos. Até que um dia, ele que aos 33 anos mora com a namorada vegetariana, nos Estados Unidos, decide mudar drasticamente o seu cardápio. A mudança alimentícia é para pior, durante um mês ele toma café da manhã, almoça e janta fast-food, ou melhor, somente na rede mais conhecida de fast-food, o McDonald´s.


Ele usou o documentário como uma arma ideológica? De fato é algo um tanto que questionável, mas que dá o seu recado sem medo de represálias, isto é fato. 


Spurlock comprova o quanto é prejudicial à saúde alimentar-se em fast-foods. Outro ponto levantado por ele é o problema da diabete, o segundo mal que mais mata os norte-americanas, sendo que o primeiro é o cigarro. Para ilustrar tudo isso ele usa imagens de pessoas obesas, em praias, nas ruas e em encontros que tentam conscientizá-los ao emagrecimento, os quais muitos ainda são adolescentes.


Durante os trinta dias, a cobaia passa por mais bocados e chega até a ficar viciado em fast-food. Seu fígado chega a ficar em estado crítico, ou seja, em decomposição, mas mesmo assim, Spurlock não desiste e chega ao trigésimo dia da experiência com um saldo gritante de açúcar no organismo, assim como onze quilos a mais, hipertenso, triglicerídeos altos, crises de abstinência, tremores, dores de cabeça e até indisposição sexual. 


Entre os alertas de Spurlock estão o sedentarismo e o aumento do colesterol. No entanto, um dos mais impressionantes é o impacto do McDonald´s sobre as crianças, seja na forma das publicidades, brindes e a instalação de áreas playground nas lojas. Com tantos alertas, Super Size Me: A Dieta do Palhaço, torna-se um documentário totalmente indicado para adolescentes, adultos e idosos.


O diferencial deste documentário é que a "cobaia" trata de todo o assunto sem perder o humor. Conclusão: com tom de brincadeira, o documentário foi tão indigesto para o McDonald´s que a saída da rede de fast-food foi alterar o seu cardápio com itens saudáveis como saladas e água de coco. Apesar de ideológico, este é um alerta mundial, ao todos, sem acepção de idade, credo ou raça. 


DVD - O DVD do longa traz muitos extras como comentários, entrevistas, seleção de capítulos, filmografia de Spurlock, galeria de fotos, trailer de cinema e novos filmes de Imagem Filmes, além de apresentar um menu animado, de fato (não só pelo colorido, mas pela música escolhida). 


O CD de Super Size Me: A Dieta do Palhaço também disponibiliza legenda em português e inglês, além de áudio Dolby Digital 2.0 em português e inglês. O documentário soma aproximadamente 100 minutos de duração e tem classificação livre.


Outro item chamativo são os extras os quais contam com cenas deletadas, as quais são impressionantes, principalmente a cena das batatas resistentes. Spurlock coloca fritas e vários sanduíches do McDonald´s e sanduíches e fritas feitos em uma padaria em potes de vidro, com o passar do tempo os sanduíches emboloram e soltam uns líquidos, enquanto que as fritas do McDonald´s ficam completamente intactas, pelo menos aparentemente.


É lógico que elas estavam em um pote de vidro, mas se pensarmos no trabalho que este alimento dá para o nosso estômago, é algo um tanto que preocupante, já que ela leva tempo para apodrecer, imagine que trabalhão elas chegam a dar para o nosso estômago!



Um comentário:

  1. Useful info. Lucky me I discovered your web site by accident,
    and I am shocked why this coincidence did not took place in advance!
    I bookmarked it.
    My webpage : vitiligo vitamins

    ResponderExcluir